soulmate #1

como um sol quente num dia frio; o cheiro a terra molhada; uma brisa fresca num dia quente; como um arco-íris num dia instável, que ou faz sol ou faz chuva; como o sabor do primeiro café do dia, acompanhado de um belo cigarro; como o colher de uma folha bonita que encontrei perdida no meio do campo; como um livro que quanto mais leio mais vontade tenho de ler; como o pairar dos pensamentos na minha cabeça, que me fazem ter vontade de escrever infinitamente sobre eles; como um abraço reconfortante num final de dia cansativo; como uma mão amiga numa altura que mais é preciso; como uma mensagem de boa noite e de bom dia; como o passear sozinha e ir ver o Tejo, só eu e os meus pensamentos, com milhões de pessoas à minha volta; como o acordar e ver o sol e sorrir, saber que vai ser um bom dia; como o conforto de um pijama bem quente, no dia mais frio do ano; como um chá acalmante numa noite de insónias; todas estas sensações estão um tanto ou quanto longe de como tu me fazes sentir. transmites-me paz de espírito, conforto e segurança. encontrar-te foi como se tivesse encontrado o sítio onde sempre pertenci, mas que até àquele dia nunca tinha realmente encontrado. como se diz, home is where the heart is e o meu coração está contigo. está em ti. a toda a hora, todo o minuto, todo o segundo. sinto que metade de mim és tu; que as nossas diferenças se completam tão bem como as nossas semelhanças. só agradeço por os nossos caminhos naquela noite se terem cruzado, agora espero e irei fazer de tudo para que não se tornem paralelos. és o melhor de mim, o meu bem mais precioso.

Sem comentários:

Enviar um comentário